SUV médio da Volkswagen terá apenas duas versões, sempre com o motor 1.4 TSI, mas lista de equipamentos é promissora

Por Paulo Campo Grande Atualizado em 15 mar 2021, 20h55 – Publicado em 15 mar 2021, 19h27
Fonte: https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/novo-vw-taos-tem-conteudo-para-enfrentar-compass-turbo-e-corolla-cross/

 

    O Taos chega às lojas em maio deste ano. Vem para brigar com Jeep Compass, que é o líder do segmento, e o recém-lançado Toyota Corolla Cross. Ele ainda não tem preço oficial.

    Mas pelo posicionamento é possível arriscar que ficará na faixa que vai de R$ 140.000 a R$ 180.000, considerando que terá duas versões, Comfortline e Highline – assim como o Nivus.

  A versão mostrada aqui é a mais completa Highline. Mas, na essência, o carro será o mesmo nas duas versões. O que vai diferenciar é o acabamento e a lista de equipamentos.

O design do Taos é típico VW. Um olhar desatento pode acreditar tratar-se de um T-Cross maior. Mas o Taos traz particularidades, como a grade dianteira com trama de colmeia e um friso luminoso conectando os faróis, assinatura que a VW trouxe de sua linha de elétricos ID.

Os faróis são full-led, com uma tecnologia que a fábrica batizou de i.Q, que ajusta largura, profundidade e direção do facho. Na lateral, o destaque vai para os retrovisores com rebatimento automático e as rodas aro 18. Na traseira, as lanternas são de led e existe um aerofólio no alto da tampa do porta-malas.

O Taos tem quase 4,46 m de comprimento, 1,84 m de largura e 1,63 m de altura. E a distância entre-eixos é de 2,68 m. O espaço interno é amplo para quatro pessoas.

Um quinto ocupante até consegue se acomodar no banco traseiro, mas a conformação do assento não prevê lugar para três. A VW divulga 498 litros de capacidade do porta-malas, desde que sem a tampa do bagageiro (ou seja, invadindo a área envidraçada). Atrás, há saídas de ar-condicionado com controle de fluxo e tomada USB-C, descanso de braço com porta-copos e acesso ao porta-malas, mas quem passa bem mesmo é o motorista.

O condutor tem à disposição volante multifuncional, com borboletas para as trocas de marcha no modo manual e duas telas de 10”, sendo que uma abriga o painel de instrumentos e outra, a central multimídia VW Play, que tem uma série de recursos, como loja de aplicativos, HD interno de 10 gigas e compatibilidade com os sistemas CarPlay (sem fio) e Android Auto (por cabo). O ar-condicionado é automático, bizona, há carregador de celular por indução e o teto solar é panorâmico e cobre as duas filas de assentos, podendo ser aberto somente para a porção dianteira.

O motor é o conhecido 1.4 turbo, de 150 cv de potência a 5.000 rpm e 25,5 kgfm entre 1.500 e 4.000 rpm. O câmbio é automático de seis marchas. Há quatro modos de condução – Eco, Normal, Sport e Individual –, que alteram as respostas de direção, motor e câmbio, ar-condicionado e do sistema de luzes ambiente (muda de cor). Entre os sistemas de assistência ao motorista, na versão Highline, o Taos conta com o piloto automático adaptativo, com função stop and go, que segue o veículo da frente no anda e para do trânsito; frenagem autônoma de emergência com detector de pedestres, sensor de tráfego traseiro, detector de pontos cegos e detector de fadiga do motorista.